O sabor da partilha!

Nos últimos 3 dias tive rodeada de seres de luz na Feira Alternativa de Lisboa. Dando a conhecer a Injoy e o Coração de Lys, encontrei quem procura o desconhecido, quem tem sede de novas descobertas, quem se interessa pelo que de melhor a vida nos dá, nós mesmos!

Que bom que é tocar o outro com o coração, partilhando o que sabemos e descobrindo o que ainda não temos dentro de nós. Confiando na intuição, nas palavras, deixando o abraço fluir, saboreando a informação que chega ao ouvido, vinda de todas as direcções...

De olhos fechados respiro fundo e relembro, integro, enraízo.

Grata a todos os amigos que se juntaram comigo nesta viagem de descobrir mais sobre o universo. Sinto-me cheia de nova energia, que também é a energia de todas as pessoas com quem troquei o prazer da amizade.

Tantos presentes de luz... tantos quantas as pessoas que me retribuíram o sorriso este fim-de-semana! Grata de Coração

Sundari

o ser íntimo...

video

que é que te habita?
que é que está em ti e és tu?...
... o mistério, a presença de nós, a nós próprios...
a interrogação? o mundo submerso da nossa intimidade,
isto que mora comigo, o ser íntimo...
o que eu sonho mal é um sonho,
porque o desejo na experiência do meu corpo.
aquilo que falo está dentro de mim...
...SOU EU

sammasati...

"A última palavra de Gautama, o Buddha, foi Sammasati - Recorda-te. Numa única palavra, tudo que é significativo está contido. Sammasati: Recorda qual é o teu espaço interior. Simplesmente recorda-te. Não há nada a alcançar. Tu já és aquilo que tens procurado em todas as tuas vidas, de diferentes modos, seguindo diferentes caminhos. Mas jamais olhaste para dentro. Apenas por alguns segundos, senta-te de olhos fechados para te lembrares, para recordares onde estiveste, que profundidade foste capaz de alcançar; qual é o sabor do silêncio, da paz; qual é o sabor de desaparecer no Supremo... Olha para dentro. E sempre que tiveres tempo, já conheces o caminho... Continua a ir para o espaço interior, de modo que o teu medo de desaparecer seja deixado de lado e comeces a lembrar-te da linguagem esquecida... SAMMASATI" ... Osho

a única linguagem...

Este fim-de-semana, num espaço único em plena serra de Monchique, rodeada de verde e água, encontrei-me de novo ao encontrar a natureza das coisas...

Num encontro que mais parecia de amigos, explorámos mais um pouco da natureza do ser... Entre abraços, dança, celebração, caminhadas em silêncio, viagens xamânicas e meditação, tocámos o que temos de mais verdadeiro, o nosso coração...

Foi a inauguração da Zion Mountain & Meditation House, um espaço acolhedor e inspirador para todos os que escolheram abraçar este nascimento com o calor do afecto.

O presente que trago de lá é a consciência da UNIDADE... apesar da diversidade de linguagens que tocámos, tudo se funde numa única verdade, à qual volto sempre, sem pudor... O AMOR!

Grata pela partilha!